O que é?

Câncer de fígado e o resultado do crescimento desordenado de células malignas no fígado. O câncer primário (carcinoma hepatocelular ou hepatoma) origina-se de células hepáticas ou das vias biliares. O câncer secundário (metástases) origina-se de células provenientes de qualquer outro órgão ou tecido.

Em que idade ocorre?

O câncer de fígado pode ocorrer em qualquer idade, porem e mais freqüente em homens a partir da 5a década.

Qual a causa?

O câncer de fígado tem causa desconhecida, porem e fortemente associado as hepatites crônicas B e C, particularmente nos indivíduos cirróticos. A cirrose independentemente da causa e uma condição pré-neoplasica.

Quais os sintomas?

Os sintomas são o emagrecimento,fraqueza, icterícia (amarelão), dor ou massa abdominal, ascite (barriga d’água) e eventualmente febre. O câncer inicialmente pode ser assintomático e detectado através de exames de imagem como a ultrassonografia e laboratoriais (alfa-fetoproteína) realizados rotineiramente em pacientes com cirrose.

Como é diagnosticado?

 O carcinoma hepatocelular tem aspecto nodular e geralmente e diagnosticado através da combinação de exames de imagem contrastados como a tomografia e a ressonância nuclear magnética do abdome. Em casos de suspeita, pode-se realizar uma biopsia da região suspeita.

Como é tratado?

O tratamento depende principalmente da extensão do câncer e das condições clinicas do paciente e pode ser realizado por cirurgia (ressecção do tumor ou transplante), injeção percutânea de álcool, radioablação percutânea (radiofreqüência), embolização arterial (quimioembolização e radioembolização) e medicamentos (sorafenibe-Nexavar).

Como é prevenido?

A vacina para a hepatite B previne a doença e suas complicações como a ocorrência de cirrose e do câncer de fígado. O tratamento de doenças hepáticas como as hepatites crônicas B e C e outras doenças pode prevenir o câncer de fígado. Exames de imagem como a ultrassonografia e laboratoriais como a alfa-fetoproteina auxiliam na detecção precoce do câncer de fígado em pacientes com cirrose.